Olá, pessoal!

Sejam bem-vindos ao Blog da Biblioteca Infantil do Museu Imperial: a ROCAMBOLE! Estou muito alegre e orgulhoso em apresentar para vocês este espaço cheio de novidades. Meu nome é Rocambole, o mesmo do meu bisavô, um importante cachorro que viveu bem antigamente. Sabem por quê? Já conto! Meu bisavô Rocambole foi cachorro de estimação da princesa Isabel e com ela viveu bons e animados momentos. Nas histórias de minha família se conta que o que ele mais gostava era ouvir a princesa tocar piano e ficar ao seu lado enquanto ela lia. E como a princesa gostava de ler! Lia tanto que até meu bisavô passou a admirar as histórias dos livros dela.

Como meu bisavô, eu também gosto muito de ouvir histórias. Com elas posso conhecer vários lugares, animais e pessoas diferentes, aprender coisas novas, me divertir... Quando leio ou ouço uma história é como se eu estivesse fazendo uma interessante viagem. E é por isso que estou aqui para apresentar este Blog a vocês e convidá-los a participar das atividades da Biblioteca Rocambole, lugar onde todos também poderão fazer “viagens” encantadoras. Neste espaço vocês ficarão por dentro da programação da Rocambole, terão dicas de livros e autores interessantes, poderão trazer sugestões para a nossa Biblioteca, entre muitas outras atividades. Estarei sempre por aqui para contar as novidades da Rocambole e espero encontrar todos vocês muitas e muitas vezes.


sexta-feira, 23 de junho de 2017

Hora do Conto

No dia 22 de junho, os alunos do Instituto Pimenta Rangel estiveram na Biblioteca Rocambole para uma tarde de contação de história. A história escolhida foi "Flicts", de Ziraldo.




Flicts era uma cor rara, mas vivia triste porque não se reconhecia nas coisas e não era aceita pelas outras cores. Mesmo assim, não desistiu: percorreu o mundo até aprender uma linda lição.

Após a contação da história, os alunos participaram de uma oficina criativa elaborada pela arte-educadora Alaíde Guedes.





quinta-feira, 22 de junho de 2017

Hora do Conto

A Hora do Conto dos dias 20 e 21 de junho foi realizada com a participação dos alunos da Escola Municipal Abelardo de Lamare. O livro escolhido foi "O menino que morava no livro", de Henrique Sitchin.


O menino de Henrique Sitchin não era diferente de outros meninos. Ele gostava de brincar e também de inventar brincadeiras. A única diferença era que, enquanto a maioria dos meninos morava em uma casa ou apartamento, ele morava dentro de um livro.  Ele era feliz mas, às vezes, um fato o deixava triste. O que poderia ser?

Após a contação, os alunos conheceram outros livros que fazem parte do acervo, assim como alguns jogos, fantoches e brinquedos.










terça-feira, 20 de junho de 2017

Pé de Moleque


Olá!

Vocês sabiam que a festa junina é a segunda mais celebrada no Brasil? E sempre vemos muitas delícias nessas festas. Um dos doces típicos desse período é o pé de moleque. Difícil encontrar alguém que não goste!


Que tal aprendermos essa receita hoje? Convidem algum responsável para fazer com vocês. Além de fácil é uma delícia!





INGREDIENTES:

* 500g de amendoim
* 1 xícara de açúcar
* 1 lata de leite condensado
                                                            
MODO DE FAZER:
    1º Torre o amendoim e retire a casca;
    2º Coloque em uma panela, acrescente o açúcar e o leite condensado;
    3º  Leve ao fogo e mexa até começar desgrudar do fundo da panela;
    4º Em seguida despeje em uma forma untada com óleo;
    5º  Deixe esfriar um pouco e corte em quadradinhos;

Bom apetite!

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Hora do Conto

Falar sobre os medos nunca foi algo fácil, porém, nos dias 13 e 14, os alunos da Escola Municipal Fábrica do Saber demonstraram coragem diante da história "O Bicho-medo e seu segredo", de Eliane Pimenta.



Leonardo é um menino que  não consegue ficar quieto, por isso sua mãe vive dizendo que ele está com o bicho-carpinteiro. Mas que bicho é esse? Não bastava o aviso da sua mãe, a tia também vivia alertando-o que tantas estripulias acabariam virando o menino do avesso. Vejam só, o pior é que foi isso mesmo que aconteceu e Leonardo teve que encarar os bichos que viviam dentro dele.

Durante a história as crianças falaram sobre os medos que tinham e os que não tinham. E sem medo do bicho-papão, do bicho-medo-de-ficar-sozinho e do bicho-medo-do-escuro aproveitaram a tarde e conheceram outros livros, jogos e fantoches da Biblioteca Rocambole.